Domingo, 27 de Dezembro de 2009

O Ano em Resumo - As Melhores Performances (II)

1 - Ricardo Darín - El Secreto de Sus Ojos

 

Desde há uma década para cá que o cinema argentino tem sofrido uma notável evolução. O principal rosto desta mutação chama-se Ricardo Darín. Um autêntico Marlon Brando da América do Sul, Darin responde com um olhar a todas as dúvidas de um espectador. É um actor completo, tanto capaz de fazer-se desaparecer dentro da personagem como de crescer a ponto de inundar o ecrã. Depois de El Hijo de la Novia ou Kamchatka, o seu protagonista de El Secreto de Sus Ojos entra directamente para a galeria dos melhores desempenhos da década. Um mixto de obsesão, medo e incerteza que rodeia cada caminhar do seu detective de meia-idade, amargurado por um amor perdido e incapaz de viver no desconhecimento de um evento que determinou para sempre o destino da sua vida. Uma performance estelar.

 

 

2 - Kate Winslet - Revolutionary Road

 

Olhando pela janela, sorriso amargurado e olhar triste. A definição perfeita da triste mulher suburbana a quem o tempo e a vida roubou todos os sonhos surge a cada passo de Revolutionary Road. A cada olhar e movimento de Kate Winslet. A actriz que até levou para casa o Óscar por uma das suas mais vulgares interpretações transbordou de emoção contida cada explosão de raiva contra o relógio do tempo. O seu final agónico e triste, como cada passo da sua existência, lembram o espectador do dramática que pode ser a vida perfeita.

Winslet é sem dúvida alguma a actriz da década e tem-no vindo a demonstrar desde Iris até hoje. Mas nenhum dos seus desempenhos logrou tocar o nível de perfeição que a sua viagem ao passado da América no filme do seu Sam Mendes.

 

3 - Clint Eastwood - Gran Torino

 

Quando se dizem que velhos são os trapos a memória leva-nos imediatamente até Clint Eastwood. Não pelo facto de perto dos 80 anos continuar a ser, de longe, o melhor realizador em actividade. Essa certeza já há muito a tinhamos. Mas no seu Gran Torino ficou claro que o seu lado de actor continua a melhorar com o passar dos anos. O impassível Dirty Harry tornou-se num rosto repleto de emoção e magia. O seu velho rabugento de Gran Torino resume toda a bondada amarga que pode trazer a vida. É uma aventura de amizade plena que define a própria carreira do actor mais maltratado pela critica norte-americana dos últimos quarenta anos. É um dos melhores hinos ao cinema que nos presentou Eastwood.

 

4 - Sean Penn - Milk

 

Quando venceu o primeiro Óscar a verdade é que há muito que Sean Penn gritava pelo reconhecimento. Tinha uma bagagem de personagens furiosas e repletas de raiva dentro de si que queriam atenção. Foi uma vitória justa por um reconhecimento de carreira. Bem diferente deste seu triunfo em Milk. Nesta filme sobre os direitos civis da comunidade homossexual não há a habitual raiva e ódio ao Mundo. Pelo contrário, o seu Harvey Milk é o oposto do que imaginamos em Penn. E por isso resulta tão fascinante a sua transformação. Não é apenas o exercicio de caracterização, visual e de detalhes como os gestos, a fala, a atitude. É a encarnação de um ideal de vida que advogou pela tolerância e acabou vitima dos seus próprios ideais. E a quem Penn deu contornos bigger than life.

 

 

 

 

 

5 - Meryl Streep - Doubt

 

Se Winslet é a grande actriz da década, Meryl Streep é claramente a grande actriz contemporânea. Desde há mais de 30 anos que tem vindo a demonstrar, ano após ano, que chega a patamares que outras sonham apenas em alcançar. Este ano deu-nos dose dupla, uma vez mais, da sua genialidade pura. Se em Julia and Julie foi divertida, irreverente e profundamente cinica, em Doubt foi sobrehumana. Uma performance arrebatadora do primeiro ao último frame. Seca, voraz e implacável, é uma personagem de constante conflito interno que não se pergunta a si própria o porquê de tudo e que acaba no final por perceber que é apenas mais uma peça no xadrez. Um xadrez que ela achava controlar. Streep despoja-se de tudo o que é superfulo e vive intensamente o furioso hábito de freira para demonstrar, uma vez mais, o quão brutal pode ser o silêncio.

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 12:29
Link do texto | Comentar | favorito
2 comentários:
De Tiago Ramos a 29 de Dezembro de 2009 às 14:44
A melhor para mim é a de Kate Winslet em Revolutionary Road! :)


De Miguel Lourenço Pereira a 30 de Dezembro de 2009 às 19:03
Espantosa, mas Darin é inalcançável!


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds