Terça-feira, 29 de Dezembro de 2009

O Ano em Resumo - O Pior do Ano (II)

1 - Inglorious Basterds

 

Há autores que caem no goto do público ou da critica e, façam o que façam, é impossível sacá-los dali. Quentin Tarantino é um desses nomes. Notável cinéfilo com um profundo conhecimento de obras que a maioria dos criticos deixaram para quinto plano, Tarantino seria um bom historiador do cinema não gostasse tanto de si próprio. Essa paixão sobrenatural sobre o cinema de séries Z, X e Y é a sua perdição. Inglorious Basterds, tal como tinha sido Kill Bill, Jackie Brown e Death Proof volta a pecar de soberbia. É um filme de um cinéfilo apaixonado para si mesmo. E o público adora-o por isso. E se cinematograficamente Inglorious Basterds morre no final da primeira (e óptima) sequência, o que se segue é um metralhar de lugares comuns onde o cinema é figura omnipresente. Temos realizadores, actores, criticos, exibidores, uma sala amaldiçoada, um filme maldito e uma guerra sem sentido. Pelo meio um grupo de assassinos sem piedade e um coronel obsessivo. Ao misturar todos os conceitos numa amalgama final, QT perde-se dentro do seu próprio espelho. Exagera visualmente com os Bastardos que dão titulo ao filme, não vai longe o suficiente com a trama que deveria conduzir a história e no final limita-se ao habitual copy-paste dos seus géneros preferidos (spaghetti western, filmes de acção de terceira linha) transformando até o próprio sentido da História. Ao lado de Inglorious Basterds um filme como The Dirty Dozen transforma-se numa pequena obra-prima.

 

 

2 - Los Abrazos Rotos

 

O cinema europeu concebeu poucos autores com tanto carácter como Pedro Almodovar. Os trinta anos de carreira que já leva às costas foram demonstrando uma notável evolução da habitual comédia de costumes, tão popular nos anos da La Movida madrileña, para dramas de profunda dimensão humana como foram Todo Sobre Mi Madre e Habla Con Ella.

Los Abrazos Rotos significava um regresso ao drama em formato de suspense que tão bons resultados tinha conseguido com Carne Tremula. Mas as diferenças são assustadoras. Nesta nova colaboração com Penelope Cruz o cineasta perde-se dentro da própria teia que teceu. Um filme dentro de um filme. Um cineasta perdido dentro de si mesmo. Uma familia que vive uma mentira e uma morte que pode ser mais mentirosa que a realidade. De tantas sub-tramas Almodovar esqueceu-se do mais importante, o fio conductor narrativo. Sem isso as suas sequências de planos a relembrar o cinema noir dos anos 40 caem em saco roto e Los Abrazos Rotos entra directamente para a lista dos seus maiores falhanços.

 

 

3 - Tetro

 

Poucos são os cinéfilos que há uma década não colocariam Francis Ford Copolla na lista dos 10 melhores cineastas dos últimos 30 anos. Um êxito que o autor deve essencialmente à sua trilogia The Godfather mas também a filmes geniais como The Conversation, Tucker, One From the Heart e claro, Apocalipse Now. Poucos são os que o manteria no dia de hoje. Todo esse brilhante passado de Copolla parece de outro cineasta. O Francis Ford da actualidade transformou-se num experimentalista com tons de amadorismo puro que fazem da sua última estreia, Tetro, um fracasso em toda a linha. Esquecendo por completo décadas de evolução cinematográfica, o seu drama familiar em terras argentinas aborta por completo qualquer cinema de montagem - que tão bem desenvolveu nos anos 70 - e dá aos actores a liberdade de um palco inexistente perdendo toda a mistica dos grandes planos e dos travellings sequência. Em Tetro há apenas fantasmas, o maior dos quais do próprio cineasta que está a anos-luz do que alguma vez pensou ser.

 

4 - Agora

 

Com uma carreira praticamente imaculada era inevitável que, mais tarde ou mais cedo, Alejandro Amenabar caísse no pecado básico de um autor a quem finalmente dão os meios que só as super-produções logram e perde o controlo da sua obra. E o curioso é que em Agora todos esses meios que permitiram recrear em Malta a mitica Alexandria do século V não se notam. À parte do cenário extremamente limitado, do vestuário repleto de incoerências e dos sucessivos erros históricos - todos elementos habituais nos filmes históricos - o grande problema de Ágora está na sua essência. Quer ser um filme sobre a tolerância e a valorização da ciência sob a religião e acaba por falhar totalmente no seu propósito. Coloca a tónica no centro da vida de uma filosofa do qual a história não guardou qualquer registo escrito e transforma-a numa Leonardo da Vinci da antiguidade sem nenhuma razão aparente. Mistura eventos e crónicas para explicar a genialidade de Hypathia e leva-a a tornar-se numa politica sagaz no meio de uma túrbia guerra entre três religiões que deixa a temática cientifica completamente para segundo plano. O filme demoniza a origem do Cristianismo, eleva o Paganismo à condição de religião tolerante e protectora do mundo cientifico e perde a identidade quando decide tomar partido quando devia apenas pairar e deixar que a história siga o seu curso. Os sucessivos planos de um planeta no meio do nada quando a situação entra nos seus momentos mais dramáticos exemplifica a falta de meios e coragem de um cineasta que comoveu o mundo com Mar Adentro e o deixou petrificado com The Others ou Tesis. Desta feita Amenabar perdeu-se no labirinto da história. 

 

 

 

5 - Vicky Cristina Barcelona

 

Há um par de anos Woody Allen completava a sua viagem por Inglaterra e saía rejuvenescido. Não só Match Point tinha entrado directamente para a galeria das suas melhores obras como Scoop e Cassandra´s Dream não destoavam da sua notável filmografia. Mais, para um realizador claramente em decadência, a viagem à Europa era uma verdadeira lufada de ar fresco. Até que chegou Vicky Cristina Barcelona. Rodado em Espanha o filme explora a relação tormentosa entre um pintor, a sua neurótica ex-mulher e uma turista americana que viaja até Barcelona com a sua melhor amiga antes desta se casar. As paixões intensas, os amores proibidos e as relações a três vão-se misturando à medida que se nota que Allen quer recuperar o estilo inocente de Jules et Jim mas explorando a sensualidade da dupla Scarlett Johansson-Penelope Cruz. Pelo meio o autor desfruta das vistas do parque Guell e de bom vinho esquecendo-se de dar uma coerência às desventuras amorosas e existenciais da sua troupe. O resultado é um dos filmes mais fracos da carreira de Allen e um dos pontos fracos do ano.

 

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 12:55
Link do texto | Comentar | favorito
4 comentários:
De Tiago Ramos a 29 de Dezembro de 2009 às 14:36
É curioso ver como o Cinema tem múltiplas intepretações. Dos que falas, alguns são os meus preferidos.


De Miguel Lourenço Pereira a 30 de Dezembro de 2009 às 19:02
É mesmo a magia do cinema ;-)


De Jose Domingues a 4 de Janeiro de 2010 às 23:36
Apenas nao concordo com Inglorious Basterds e um filme de entretenimento um pouco overated a sombra do nome Quentin Tarantino associado ao PulP Fiction basta Tarantino dar um "peido" e os criticos proclamam a nova fragancia, mas nao para estar nos piores do ano! Twilight New Moon nao vi mas ai esta um bom exemplo que deveria estar na lista!


De Miguel Lourenço Pereira a 5 de Janeiro de 2010 às 08:56
Viva Jose,

A lista inclui um mixto de pior e desilusao. Para votar nos 10 piores era preciso ver as quase 300 estreias anuais e aí certamente que iriamos encontrar muito mau material.

Twiligth nao vi - é um desses exemplos - e por isso nao está na lista. IB é um mixto de desilusao (porque Pulp Fiction ainda tinha algum destelho de talento) mas apesar de tudo é cinematograficamente bastante deficiente. E como dizes, tem uma legiao de admiradores que assina por baixo tudo o que venha de QT. E isso complica sempre uma critica mais constructiva.

cumprimentos


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds