Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

Cem anos de Rainer, a indecifrável diva

100 anos.

Nao é uma idade qualquer. Habitualmente reservada às comemorações de grandes eventos e à lembranças dos mortos, essa é a idade que constará nas velas que talvez Louise Rainer não chegue a soprar. Mas que dá vontade suficiente para embarcar numa viagem por uma das actrizes mais misteriosas da história do cinema. Uma diva indecifrável que foi também a rainha do seu tempo.

A primeira actriz a vencer dois Óscares - e logo de forma consecutiva, algo que só Katherine Hepburn lograria, trinta anos depois e com um deles partilhado - é uma ilustre desconhecida hoje em dia. A sua aversão ao mediatismo e ao mundo de vedetas de Hollywood colocou-a muito, muito tempo na prateleria. Dos livros mais do que dos filmes que foi fazendo como e quando queria. Um dia comentou que utilizava os seus dois Óscares como suportes para os seus móveis. A frase caiu muito mal num meio que valora as pequenas estatuetas mais do que tudo. Passou a ser persona non grata. Quando em realidade já o era.

 

Rainer foi a filha artistica de Max Reinhardt.

Nascera em Dusseldorf, faz hoje 100 anos. Aos 16 anos já tinha começado a sua carreira no teatro, trabalhando também como corista e figurante. O cineasta alemão que marcou o cinema da década ficou com a jovem Rainer debaixo de olho. Rapidamente a jovem tornou-se na estrela da sua companhia teatral e na época em que o modo começava a dar lugar ao misterioso mundo do cinema sonoro, Louise Rainer deu o salto ao grande ecrã. Hollywood vivia então uma era complexa. Grandes divas do mudo recusavam-se a continuar. Velhos heróis não sabiam como se adaptar aos novos tempos. Às Gish, Pickford, Swanson sucederam as importações europeias. Greta Garbo, Marlene Deitrich e claro, Louise Ranier. A MGM não hesitou em oferecer-lhe um vantajoso contrato e a actriz mudou-se para Los Angeles. Estreou-se com Escapade e conquistou publico e critica. De tal forma que no ano seguinte, apesar de aparecer em poucas cenas do musical The Ziegfield Follies - o filme do ano - deram-lhe o seu primeiro Óscar. Uma vitória que consagrava a actriz mais do que o papel e que significava o nascimento da sua primeira inimiga, Bettie Davies. No ano seguinte voltou a repetir o triunfo, algo inaudito naquela era. Foi como uma pequena camponesa chinesa em The Good Earth. Entre as rivais a temida Garbo e Norma Shearer, duas das actrizes que menos suportavam a pomposidade de uma alemã que em Los Angeles nunca se sentia em casa.

A conquista do segundo Óscar marcou também o fim da sua etapa na MGM. Desiludida com o cinema norte-americano, farto do clima de guerrilha entre as actrizes rivais, e como resultado da morte de Irving Thalberg, o seu homem de confiança, mudou-se de novo para a Europa. O estúdio tinha recusado os papeis que a actriz queria e esta por sua vez não aceitava entrar na politica de estúdios, como as restantes actrizes americanas. Deitrich e Garbo rapidamente iriam seguir-lhes os passos, todas catalogadas de "insubmissas". Depois de se divorcia de Clifford Oddets, a actriz entrou no mundo teatral londrino até que foi surpreendida pela guerra. Voltou a Nova Iorque - sempre no meio teatral - e foi fundamental para conseguir trazer Berthold Brecht da Alemanha nazi. Em troca este escreveu para ela o principal papel de O Circulo de Giz Caucasiano. Que ela nunca levou ao palco por uma discussão com o autor poucos meses depois da sua chegada aos Estados Unidos. Em 1943 Rainer protagonizou Hostages, o seu último filme. Oficialmente abandonou os Estados Unidos e a carreira cinematográfica e voltou para Londres onde se tornou amiga de Vivien Leigh. Durante anos viveu do teatro e só em 1987, em The Gambler, ensaiou um comeback. Que nunca frutificou.

 

Muito se escreverá sobre a misteriosa diva germânica no dia da sua morte. As inclemências da vida podem augurar que não tardarão, infelizmente, muitos largos anos antes dessa triste data. Mas se nesse dia se recuperar o mitico rosto de Rainer, ao lado do telefone, na sua brilhante sequência de The Ziegfield Follies, a actriz seguramente ficará feliz. Porque é inevitável relembrar um mito para toda a posteridade.

 


Autor Miguel Lourenço Pereira às 12:46
Link do texto | Comentar | favorito

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds