Terça-feira, 2 de Março de 2010

Oscarwatch 2009 - O espectáculo técnico

Para uns servem para fazer número. Para outros são dificeis de julgar. E há ainda aqueles que consideram que são as únicas categorias realmente interessantes da noite. São seis categorias técnicas que vão desde os Efeitos Visuais até à Montagem sem esquecer o mundo do Guarda-Roupa, Maquilhagem, Direcção Artistica e claro, Fotografia. Aqui se acumulam muitas estatuetas, é verdade. Mas também há filmes que vão para casa sem uma só vitória técnica. Coisas de Hollywood.

 

MONTAGEM

 

É o Óscar por excelência. Para muitos a alavanca da noite.

Vencer aqui é caminho quase feito para arrebatar os últimos prémios da noite (Filme e Realizador). Porque é um trabalho intimamente ligado ao exercicio de direcção e produção final mais do que qualquer outro.

Ter um filme vencedor do Óscar de Melhor Montagem que não ganhe o Óscar de Melhor Filme é uma raridade. Pode suceder, é certo. Mas este ano parece que a tradição se irá repetir e que The Hurt Locker pode aqui começar a cimentar a sua vitória final. O trabalho de edição do filme de Kathryn Bigelow é delicioso e indiscutivelmente o melhor do ano. E talvez esta seja uma das vitórias mais merecidas entre as distintas nomeações acumuladas.

 

Naturalmente que os grandes rivais de The Hurt Locker são os mesmos que lutam pela principal estatueta. Avatar e Inglorious Basterds têm o seu nicho de apoio mas parece a esta altura bastante insuficiente para impedir The Hurt Locker de fazer história. E quanto a Precious e Star Trek, a vitória é indiscutivelmente a nomeação face a filmes bastante melhores neste apartado como foram The Road ou Invictus.

 

E o Óscar vai para...The Hurt Locker

E o Óscar devia ir para...The Hurt Locker

E a surpresa é...Inglorious Basterds

 

FOTOGRAFIA

 

Há poucos prémios tão artisticos como o Óscar de Melhor Fotografia. Dentro dos números que pautam o ritmo da indústria o trabalho fotográfico distingue-se pela sua beleza épica e poética e muitas vezes caminha no sentido oposto das grandes obras. Para fazer história.

 

Este ano a luta é claramente a três e esta é a única categoria que parece incerta. Os membros da Academia têm três opções bastantes distintas, cada qual orientada para um ponto chave do universo da edição fotográfica. Nine e Harry Potter and the Half Blood Prince estão fora da corrida deixando espaço ao universo clássico do alemão Das Weiss Band, o universo quase de efeitos visuais de Avatar e a crueza visual de The Hurt Locker.

 

O melhor trabalho do ano, o inevitável The Road, não está nomeado o que tira certo prestigio ao prémio. Mas The Hurt Locker tem um trabalho assombroso de edição fotográfica, cortesia do genial Barry Ackroyd. Poderia vencer perfeitamente e não deslustrar o que significaria também que o pequeno filme podia chegar até cinco estatuetas douradas. Mas a competição é dura. O polémico Das Weiss Band é daqueles projectos onde a fotografia salta à vista pela sua estridente beleza. É provavelmente o trabalho mais meritório entre os nomeados e poderia vencer, não caísse no meio de uma luta de titãs. Porque Avatar está aí, também, em destaque. As cores de Pandora contagiam e Mauro Fiore é um profissional de primeira. Mas muitas vezes é fácil misturar os efeitos visuais da fotografia e isso pode jogar contra o filme de Cameron.

 

E o Óscar vai para...The Hurt Locker

E o Óscar devia ir para...Das Weiss Band

E a surpresa é...Avatar

 

DIRECÇÃO ARTISTICA

 

Criar o espaço de acção, o cenário da narrativa, é um trabalho árduo desde os dias do teatro. O cinema levou a dimensão muito mais longe e o Óscar a Direcção Artistica continua a ser um prémio altamente respeitado, se bem que não muitas vezes compreendido.

 

Imaginar o trabalho de direcção artistica de Sherlock Holmes é fácil. A recriação da Londres dos finais do século XIX é um exercicio repleto de eximios detalhes de qualidade. No entanto Avatar cria do nada um mundo estruturado à perfeição. E ergue-se como o mais complexo trabalho do conjunto de nomeados. É favorito e seria um justo vencedor.

 

Na corrida, por fora, estão também as fantasias de Tery Gilliam em The Imaginarium of Dr. Parnassus, o mundo da rainha Victoria em The Young Victoria e a Italia romântica de Nine.

 

E o Óscar vai para...Avatar

E o Óscar devia ir para...Avatar

E a surpresa é...Sherlock Holmes

 

 

 

GUARDA-ROUPA

 

Desenhar a roupa ideal para cada história é um dificil exercicio de precisão. Fulcral muitas vezes para o sucesso de um filme porque um erro considerado básico pode destruir a ambição de qualquer projecto.

 

Recriar guarda-roupas históricos tem sido uma das grandes façanhas de Hollywood e habitualmente o trabalho é recompensado na cerimónia dos Óscares. Apesar de no ano passado o secúlo XX ter dominado, são os filmes de época que habitualmente predominam entre os favoritos. 2010 não será excepção. The Young Victoria é, portanto, o máximo favorito. Todo o guarda-roupa da corte britânica da segunda metade do século XIX é levado até ao mais infimo detalhe. As vitórias do filme em vários prémios antecipa um triunfo previsivel.

 

Mas há concorrência. A começar por A Bright Star, também um filme do século XIX e também repleto de romance e fatos à medida. Depois há o The Imaginarium of Dr. Parnassus e o seu mundo surreal sem esquecer o musical Nine e os flamejantes guarda-roupas que vão desfilando. Isto tudo claro sem passar ao lado da grande desenhadora, Coco Chanel, no seu próprio biopic, Coco avant Chanel, onde se começa a apreciar a classe por detrás de um dos nomes chave da moda europeia.

 

E o Óscar vai para...The Young Victoria

E o Óscar devia ir para...The Imaginarium of Doctor Parnassus

E a surpresa é...Nine

 

MAQUILHAGEM

 

Uma das duas categorias com três nomeações e pré-candidatos escolhidos a dedo, o Óscar de Maquilhagem é sempre um desafio. O que realmente valora Hollywood nesta área? Rostos fantásticos e inverosimeis? Envelhecimentos ou rejuvenescimentos súbitos? A marca de uma desgraça?

 

Este ano há um pouco de tudo. O favoritismo é de Avatar, não só por ser o filme de moda, mas porque as personagens estão totalmente maquilhadas e despojadas da realidade. O trabalho é um mixto de maquilhagem e efeitos visuais, o que pode levar os votantes a procurar algo mais tradicional. E aí entra a concorrência.

 

Il Divo e Young Victoria são dramas que exploram personagens históricas de grandes dimensões. O filme sobre o polémico Giulo Andreotti sobreviveu a uma pré-lista sufocante e pode bem erguer-se como um vencedor surpresa. Mas o filme britânico sobre a jovem rainha Vitória pode captar o voto dos membros ingleses e superar a concorrência aparentemente mais forte. Continua a estar o favoritismo nas mãos da equipa de Cameron mas aqui a vantagem é bem mais reduzida de que noutras categorias.

 

E o Óscar vai para...Avatar

E o Óscar devia ir para...Il Divo

E a surpresa é...Il Divo

 

 

 

EFEITOS VISUAIS

 

Desde a década de 70 que os efeitos visuais passaram a ser santo e senha de grande parte das produções de Hollywood. Mesmos os mais sentidos dramas continuam a necessitar de um ecrã verde a esconder a bela imagem da torre Eiffel com que todos sonhamos. 

 

Da curta lista de três filmes candidatos é natural que o favoritismo esteja todo do lado de Avatar. Afinal o filme de Cameron trouxe outra dimensão ao 3D e acenta esmagadoramente no trabalho de efeitos visuais que faz com que Pandora ganhe contornos de realidade. É o máximo favorito e uma derrota aqui seria um duro golpe no filme bilionário de Cameron.

 

Isso leva, naturalmente, a que os notáveis trabalhos de District 9 e Star Trek ficam para segundo plano. Seriam justos vencedores mas a sombra azul é larga e face a rivais deste tipo é dificil imaginar outro resultado.

 

E o Óscar vai para...Avatar

E o Óscar devia ir para...Avatar

E a surpresa é...District 9

 

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 10:16
Link do texto | Comentar | favorito

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds