Sexta-feira, 5 de Março de 2010

Oscarwatch 2009 - A obra e o maestro

Prepara-se um ano histórico. A Academia parece finalmente ter quebrado o seu último tabu e uma mulher está a poucas horas de romper uma hegemonia de mais de 80 anos. Ironicamente num filme de guerra, meio masculino por excelência, e com um dos filmes menos bem sucedidos nas bilheteiras de toda a história das estatuetas douradas. Sem dúvida, um ano histórico.

 

FILME

 

No ano em que concorre ao Óscar o filme mais bem sucedido de sempre junto do público a vitória parece estar destinada a um dos candidatos que menos dinheiro fez no box-office em toda a história. Uma ironia que só Hollywood é capaz de entender.

 

Avatar parecia ser um projecto megalomano e ninguém o levava muito a sério. Até que surgiram os primeiros números e se percebeu que o filme de James Cameron ia a caminho de ultrapassar o seu filme anterior, Titanic. E assim foi. A vitória nos Globos de Ouro deixava a ideia de que o mundo de Pandora poderia repetir o feito do transatlântico e arrebatar a esmagadora maioria das estatuetas douradas no dia 7 de Março. Mas não. Algures por aí tudo mudou. O filme continuou a fazer muito dinheiro mas os prémios dos sindicatos, dos BAFTA e de várias associações excluiam sucessivamente Avatar dos seus premiados. Afinal não se repetia a avalanche de triunfos que se esperava.

 

No meio deste mar de dúvidas houve vários filmes que durante muito tempo foram candidatos. The Lovely Bones, Invictus ou Nine rapidamente ficaram de fora da corrida, mesmo num ano com 10 nomeações. The Road ou The Informant também. Entre os dez foram entrandos projectos mais pessoais e durante algum tempo pensou-se que Hollywood ia apostar por filmes mais honestos como Precious, o ganhador de Sundance, ou Up in the Air. Mas não. Ambos tiveram o seu momento e mantêm uma boa base de adeptos. Mas insuficientes. Até que se pensou que este seria o ano de Quentin Tarantino. O sucesso de bilheteira e critica de Inglorious Basterds fez do filme um forte candidato. Ainda o é. Mas não venceu nenhum percursor. E perdeu gás. E no meio de tudo isto surge The Hurt Locker. O pequeno grande filme de guerra de Bigelow que foi arrebatando todos os prémios importantes durante Janeiro e Fevereiro de forma a posicionar-se como o máximo candidato. Aquele com quem ninguém contava e em que ninguém apostava.

 

Este ano as regras mudaram. De cinco passou-se a dez nomeados e em lugar de sinalizar com uma cruz o seu filme, a Academia vai obrigar os seus membros a eleger o seu top 10. A votação posterior vai eliminando os filmes com menos votos até chegar ao finalista. Que deverá ter 51% dos votos. Ao contrário do que sucedia até hoje, onde um filme podia vencer com 21% dos votos. E isso equilibra muitas contas. Há quem diga que os membros irão colocar os rivais do seu favorito nos últimos lugares. Isso pode eliminar candidatos fortes bem cedo. E também levar a uma vitória surpresa de um filme que não desperte demasiada antipatia. Sob esse cenário é normal que Avatar e The Hurt Locker se auto-anulem, que Inglorious Basterds ou Up in the Air tenham uma hipotese, que Precious suba posições e que até um filme como The Blind Side possa ganhar. Mas o provável é que se mantenha a tendência. É Hurt Locker, to win or loose

 

E o Óscar vai para...The Hurt Locker

E o Óscar devia ir para...The Hurt Locker

E a surpresa é...Inglorious Basterds

 

 

 

 

 

REALIZADOR

 

Habitualmente a Academia gosta de que o autor seja premiado conjuntamente com a sua obra. A esmagadora maioria dos Óscares ao Melhor Realizador seguiram a tendência do Óscar de Melhor Filme. As excepções, quando as houve e 2005 foi o último ano em que isso sucedeu, sucedem habitualmente quando há um equilibrio tal entre dois filmes que faz com que dividir o mal entre as aldeias seja para muitos a única solução. Assim venceu Ang Lee, Polanski ou Soderberg, apenas para citar os exemplos mais recentes.

 

Este ano pensou-se, durante muito tempo, que os milhões de Avatar iriam obrigar a Academia a dar-lhe o Óscar principal. Mas como Cameron já tem um - e para os membros isso conta e muito - seria Kathryn Bigelow a vencer na categoria de Melhor Realizadora. A primeira mulher a lográ-lo. A primeira realizadora a subir a um palco com um sorriso no rosto. Hoje, meses depois dessa suposição, parece claro que ninguém será capaz de derrotar a cineasta. Independentemente de se o seu filme domina a noite, como se espera, Bigelow vai vencer o seu primeiro Óscar e quebrar com um enguiço de mais de oito décadas. E será quase impossível impedi-la.

 

Tarantino seria o único com opções por ser ele também um autor apreciado há muito em Hollywood. O seu filme foi um sucesso transversal e há quem pense que é mesmo um dos cineastas mais subvalorizados pela própria Academia. No entanto o sucesso de The Hurt Locker certamente impedi-lo-á de conseguir um prémio que, mais tarde ou mais cedo, será ceu.

 

Por fim há um trio de insuspeitos. James Cameron já venceu por Titanic e mesmo que o seu novo filme vença de novo será altamente improvável que o cineasta volte ao palco. Já Lee Daniels é um fruto do sucesso do seu pequeno projecto e será dificil voltar a vê-lo na plateia. A nomeação é um sucesso. Por fim há Jason Reitman, nome que depois de Juno finalmente vê confirmado o seu potencial. É muito provavél que no futuro receba a estatueta dourada. Mas ainda é cedo.

 

E o Óscar vai para...Kathryn Bigelow (The Hurt Locker)

E o Óscar devia ir para...Kathryn Bigelow (The Hurt Locker)

E a surpresa é...Quentin Tarantino (Inglorious Basterds)

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 10:36
Link do texto | Comentar | favorito

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds