Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Robin Hood - Um herói de duas caras

Ridley Scott deu uma dupla licção cinematográfica durante as mais de duas horas que se desenrola a enésima adaptação de Robin Hood. Um bom inicio para ensinar como se desmistifica um mito enraizado na cultura europeia. Um péssimo final que junta todos os clichés possiveis do mau cinema de acção, atropelando tudo e todos para um final que tem tanto de rápido como de inverosímel.

Há em Robin Hood dois filmes diametralmente opostos.

Uma visão revisionista da mais antiga fábula medieval britânica, história de um arqueiro que roubava aos ricos para dar aos pobres, como espelho da grave crise social que vivia a Inglaterra dos finais do século XII. E uma nnova versão de Gladiator, em que um evento histórico é adulterado ao máximo para dar ao espectador várias sequências de acção, criando empatia com um anti-herói de ocasião que se torna em lenda. Se a primeira parte define bem a primeira hora e meia do filme - apesar de a este Robin só o virmos roubar, efectivamente, uma vez - a segunda espelha o desencanto que tem marcado a obra de Scott depois do seu máximo sucesso de 2000. Há sequências em Robin Hood copiadas a papel vegetal de Gladiator. Um péssimo exemplo dado pelo realizador que, depois de organizar uma acção coerente e sólida, a destroça num final tão impossível como um duelo na arena entre um Imperador romano e um gladiador condenado. Mas se no épico romano havia uma linha narrativa conductora e uma empatia que faziam o espectador perdoar o final inverosímel, em Robin Hood isso nunca acontece.

Scott tenta utilizar a imensa presença de Crowe como elemento conductor mas a profundidade dramática do seu Robin não é suficiente. Estamos perante a história de um homem de dupla identidade, não o Robert of Locksley que nos conta a lenda, nobre despojado de terras que recorre ao roubo dos mais poderosos senhores feudais para emendar as injustiças sociais do reinado de João Sem Terra. Aqui temos um Robin Longstride, soldado do temerário Richard Lionheart, que usurpa a identidade do verdadeiro Robert, e torna-se no elemento de união dos barões feudais na luta pela que viria a ser a celebre Magna Carta. Uma viragem histórica impressionante mas que não surpreende, já que a origem da própria lenda remonta a esse luta feudal. O pior vem depois.

 

Esse posicionamento histórico, muito longe, da última viagem ao mundo do celebre arqueiro, funciona em posicionar a história no tempo e espaço. Mas deveria ser a base de partida para a natureza rebelde de Robin e não uma narrativa paralela. Porque o problema está no desejo de Scott em recriar uma grande batalha final, elemento sempre ausente nas aventuras do homem de Sherwood. Para tal inventa uma trama impossível, uma invasão inexistente e tudo para acabar num confronto sem chama junto aos rochedos de Dover, com um seta final risivel e uma heroina altamente improvável. Isto sem esquecer os habituais atropelos logisticos que a homens como Scott importam pouco, ou quase nada. Não fossem Nottinhgam e Dover separados por mais de 500 kilometros e podiamos acreditar na sua cavalgada heróica. Mas não podemos.

Nesse momento final, Scott começa a destroçar todo o arduo trabalho prévio onde a vida rural medieval é recriada com grande exactidão mas em que os personagens chave da narrativa escrita (Tuck, Little John, Nottingham, e a própria Marian) se tornam em meras figuras da trama politica sempre omnipresente. Filma a história da Magna Carta a partir de Robin Hood é um achado. Destroçar a personagem com uma guerra anglo-francesa, mais de cem anos antes da Guerra dos Cem Anos, um disparate pegado.

No final de contas ficamos com um bom filme para entreter - o que afinal de contas é o objectivo principal do cineasta - e um amargo sabor de boca por pensar que a coragem inicial se abandona com extrema facilidade. O elenco de estrelas (andam lá von Sydow, Redgrave, HurtBlanchett) é competente sem entusiasmar, como o próprio protagonista, e os efeitos especiais e sonoros primam, quase sempre, por uma austera ausência. O filme procura ser mais sério que a versão de Kevin Reynolds, com Kevin Costner à cabeça, mas esse excesso de seriedade tira ritmo e emoção à história que realmente é a base do projecto. Um verdadeiro filme de dupla personalidade onde ganha o lado mais obscuro.

 

Classificação -

 

Realizador - Ridley Scott

Elenco - Russell Crowe, Cate Blanchett, Mark Strong

Productora - Universal

Classificação - m/12

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 10:10
Link do texto | Comentar | favorito

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds