Domingo, 12 de Dezembro de 2010

Oscarwatch 2010 - O Rosto do Sucesso

O cinema norte-americano colocou de moda o protagonista. Enquanto na Europa os autores eram as estrelas o star-system criou um novo conceito de adoração com os rostos masculinos (e femininos) no meio cinematográfico. Até hoje. Hollywood continua a criar a maioria dos seus papeis para actores e 2010 não será excepção. Um ano marcado por grandes desempenhos individuais de nomes que são, foram ou serão brevemente, as maiores estrelas do firmamente.

 

 

 

Entre os principais candidatos há actores que há muito anseiam pela estatueta, actores que há bem pouco tempo eram ainda imberbes no meio e estrelas já consagradas pela Academia. Uma mistura explosiva que certamente causará mais do que uma certeza quando se abrir o envelope dos nomeados. Grandes nomes, grandes performances ficarão pelo caminho. Não há, nesta altura da corrida, certezas. Ou quase.

 

Colin Firth e Jesse Eisenberg parecem ser nomes seguros na luta pelo Óscar.

Partilham favoritismo, adeptos e expectativas. Um é um veterano que vai para a sua segunda nomeação consecutiva e é um dos actores mais apreciados no meio, particularmente entre a imensa legião britânica. O outro é jovem, há pouco andava perdido em filmes para adolescentes, e rapidamente se transformou numa certeza futura de Hollywood. E do nada à glória vai um salto, quanto mais curto melhor.

Em King´s Speech o britânico Firth encarna na perfeição o monarca George VI. Homem pouco dado a holofotes, foi forçado a proclamar-se rei após a resignação do seu popular irmão. Teve de superar a sua gaguez e os seus medos para conduzir o seu país para a II Guerra Mundial e acabou por tornar-se num dos reis mais respeitados por uma sociedade iminentemente republicana mas sempre afoita a seguir as tradições. A sua performance é contida, discreta mas intensa num género de over-acting do qual sobrevivem poucos especimes. Firth é um deles e depois de perder no passado ano para um Jeff Bridges em ritmo de consagração, o mais certo é que agora seja ele o ungido pelos seus pares.

 

Mas será uma luta complicada. Primeiro porque Eisenberg começa a ganhar uma forte legião de apoio, apesar da raridade que significa vencer um Óscar tão cedo na carreira. Mas Social Network vive do seu desempenho e da forma como consegue recriar a mente e comportamento do fundador do Facebook. Tal como James Franco, outra jovem promessa confirmada definitivamente no seu intenso retrato em 127 Hours onde o filme anda constantemente à sua volta. Um verdadeiro tour de force de dificil comparação com qualquer outro filme de 2010 e que o mantém na ribalta entre os nomes fortes de 2010.

 

 

 

Fora deste trio de favoritos há muito por onde escolher. Os veteranos Jeff Bridges, recém-coroado, e Robert Duvall procuram a sua segunda estatueta dourada. O primeiro no papel que deu o Óscar a John Wayne em True Grit e o segundo no hilariante Get Low, um dos pequenos filmes que mais se destacaram no circuito de festivais. E depois há um trio de grandes actores à procura da consagração definitiva. O espanhol Javier Bardem, imenso em Biutiful, emerge como a grande esperança de que um actor de lingua não inglesa vença uma estatueta dourada, algo inédito desde o Óscar de 98 de Roberto Benigni. O canário é respeitado em Hollywood, já tem uma estatueta de secundário e foi coroado em Veneza. É uma importante carta no baralho onde também estã o jovem e intenso canadiano Ryan Gosling, imenso em Blue Valentine, um filme que promete dar que falar, e Matt Damon. O protagonista de Hereafter há muito que merece o reconhecimento pelo seu talento e mais uma vez junto a Estwood mostra o seu melhor rosto.

 

 

 

Ponto à parte para Leonardo Di Caprio.

Aquele que é provavelmente o actor mais completo da sua geração (e talvez de todos os que estão em actividade) tem este ano mais dois papeis sublimes, um pouco à semelhança de 2006 com Blood Diamond e The Departed. Perturbador como nunca em Shutter Island, intenso como poucos em Incepcion, este é o seu ano. Que Di Caprio nunca tenha vencido um Óscar é uma surpresa tão grande como será a grande probabilidade de voltar a falhar uma nomeação (depois de Revolutionary Road em 2008). O ano é dele em todos os sentidos e o triunfo de Di Caprio seria o triunfo da performance pela performance, do génio pelo génio. Mas há algo em Hollywood que não combina bem com o seu actor mais rentável e apaixonante. As tipicas contradições da indústria norte-americana.

 

 

Previsões Cinema

 

Colin Firth - The King´s Speech

Jesse Eisenberg - Social Network

James Franco - 127 Hours

Jeff Bridges - True Grit

Javier Bardem - Biutiful

 

Alternativas

 

Robert Duvall - Get Low

Ryan Gosling - Blue Valentine

Leonardo Di Caprio - Incepcion

Leonardo Di Caprio - Shutter Island

Matt Damon - Hereafter


Autor Miguel Lourenço Pereira às 11:16
Link do texto | Comentar | favorito
4 comentários:
De Diogo Figueira a 12 de Dezembro de 2010 às 12:58
Gostava de ver o DiCaprio do Shutter Island, que achei bastante melhor do que o de Inception. Também gostava de ver lá o Bardem mas não acredito muito. O Eisenberg esteve muito bem, não duvido da sua presença, mas não lhe dão o prémio, por ser muito novo. Acho que vai cair no Firth, sem grande surpresa.


De Miguel Lourenço Pereira a 14 de Dezembro de 2010 às 08:54
O Di Caprio do Shutter é mais problemático e intenso, logo, mais atraente. Mas o under-acting do Inception está por cima da esmagadora lista de performances do ano.

O Firth tem meio Óscar no bolso.

um abraço


De Luis Alvarenga a 15 de Dezembro de 2010 às 13:53
Tenho esperança que uma das surpresas aquando das nomeações seja a presença de Dicaprio, mas não acredito. Esta categoria este ano parece-me ter poucas surpresas, mas até gosto de Firth.


De Miguel Lourenço Pereira a 15 de Dezembro de 2010 às 14:05
Luis, o Di Caprio está a tornar-se num novo Paul Newman, depois de quinze anos continua a acumular nomeações (ou não nomeações escandalosas) e mesmo assim para a Academia nunca é suficiente.

Pena, estamos a falar do mais completo actor da actualidade.

um abraço


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds