Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011

The King´s Speech reina numa noite muito equilibrada

Enganaram-se (eu incluído) os que esperavam que a Academia de Hollywood iria estender uma passadeira vermelha ao belíssimo The King´s Speech. Até aos suspiros finais da noite era fácil imaginar que poderia ocorrer um verdadeiro volte-face. O filme de Tom Hooper partiu para as últimas três categorias com apenas um Óscar e muitas derrotas pelo caminho. Mas, no final, impôs-se o final esperado, o happy ending de que Hollywood tanto gosta e predica e numa das noites mais renhidas dos últimos anos, a meca do cinema americano voltou a render-se ao cinema de terras de sua majestade.

 

 

 

Não foram necessariamente surpresas mas havia no ar uma sensação de domínio esmagador (que se concretizou, por exemplo, com Slumdog Millionaire) que nunca arrancou. The King´s Speech perdia Óscar atrás de Óscar e dava esperanças aos (muitos) fãs de The Social Network e Inception, os únicos que aguentavam a caminhada. Se o filme de Chris Nolan se converteu, como era esperado, no rei dos Óscares técnicos (venceu quatro estatuetas incluindo uma merecida à Fotografia de Wally Pfister), já The Social Network vencia prémios importantes (Banda Sonora - prémio a Trent Reznor e companhia por uma das soundtracks mais originais do ano - Argumento e Montagem) e colocava-se a jeito para dar o golpe de misericórdia. Por essa altura já The Fighter tinha provado que era "o" filme dos actores (Christian Bale e Melissa Leo mereceram, e muito, subir ao palco do Kodak Theather) e Natalie Portman acabava por ser consagrada, oficialmente, como a nova rainha emocional de Hollywood. Mas nenhum dos dois filmes - junto com True Grit que saiu da gala de mãos vazias como sucedeu com 127 Hours, Winter´s Bone e The Kids Are Allright, o trio indie do ano - podia aspirar a mais. Com duas estatuetas caminhava já também Toy Story 3. Mas eram vitórias previsíveis - e merecidas - e que nada adiantavam a uma corrida que começava a desmembrar-se em vários amigos de ouro pelas filas do magnifico teatro angelino. 

 

Numa gala morna, sem grande espectáculo visual e com dois apresentadores que tentaram dar cor a um espectáculo que precisa - e desesperadamente - de um one-man-show competente para manter a noite viva até ao final, começaram os burburinhos. Os rumores. As unhas roídas. A passadeira vermelha tinha dado os momentos de glórias às actrizes que falharam o palco mas os homens, nos seus fatos engravatados, não tiravam os olhos dos envelopes mais importantes. Os que decidiam a noite. A Academia fez os espectadores - e os nomeados - sofrer bem até ao final. E depois, num final esperado mas, ao mesmo tempo, anti-climático, todas as expectativas de uma reviravolta desfizeram-se como um castelo de cartas. Colin Firth subiu, imperialmente, ao palco para recolher o mais que merecido Óscar sobre o olhar aprovador da galeria. Minutos depois foi Tom Hooper, o surpreendente britânico que andou atrás de Brian Clough pelos campos lamacentos da Inglaterra dos anos 70, que contrariou aqueles que previam um cenário mais equitativo e empatou a contenda. Havia três Óscares para dois filmes e faltava um só envelope por abrir.

 

A figura de Spielberg, o guru emocional desta Hollywood a meio caminho entre as fortunas milionárias e a fugacidade artística, era providencial. O cineasta acabou por anunciar o mesmo final que o condenou há 12 anos atrás: uma vitória britânica inesperada num sprint final tremendo patrocinado pelo guru Weinstein. The King´s Speech subiu ao palco para reclamar o seu 4 Óscar da noite (igualando com Inception) e The Social Network (com as suas três estatuetas) foi forçado a colocar um "gosto" de sorriso amarelo à gala que quase consagrou o fenómeno facebookiano. Fincher e companhia devem ter feito poucos "amigos" durante a noite mas a Academia cumpriu o prometido. Uma gala equilibrada até ao final (The Fighter, Alice in Wonderland e Toy Story com 2 estatuetas secundaram o pódio) que terminou com o esperado final feliz para um rei gago e o seu séquito de underdogs. Fincher pode voltar para os seus thrillers policiais (The Girl with the Red Dragon Tatoo já espreita), Weinstein pode voltar ao trono perdido e Hollywood voltará a dormir tranquila. Faltam só 365 dias para a próxima noite dourada...

 

 

 

 

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 08:24
Link do texto | Comentar | favorito
9 comentários:
De Pedro a 28 de Fevereiro de 2011 às 09:44
Bom dia,

O Cinema está novamente em destaque nos Blogs do SAPO, em http://blogs.sapo.pt

Boa continuação!

Pedro


De Miguel Lourenço Pereira a 28 de Fevereiro de 2011 às 09:49
Bom dia Pedro,

E obrigado uma vez mais pela referência.

um abraço


De Sara a 28 de Fevereiro de 2011 às 15:31
Parabéns pelo destaque! :)


De Miguel Lourenço Pereira a 28 de Fevereiro de 2011 às 15:44
Obrigado Isaa!


De Ana a 28 de Fevereiro de 2011 às 17:19
Parabéns pelo post. Está muito bom e esclarece bem quem não pôde ver a gala como é o meu caso. Em relação aos vencedores, acho que alguns não foram justos, como "A Rede Social" pela Banda Sonora e Argumento. Dou os parabéns a "O Discurso do Rei" que foi um justo vencedor e a Natalie Portman que claramente mereceu o prémio pela sua grande prestação em "O Cisne Negro".


De mariana a 28 de Fevereiro de 2011 às 21:27
Não sei se viste o filme "A rede social", mas a musica era espetacular :D quanto ao argumento ja tenho mais duvidas se foi a escolha certa


De Miguel Lourenço Pereira a 1 de Março de 2011 às 08:13
Olá Mariana,

Nunca entrei nessa euforia do TSN mas a banda sonora enquadrava bem com o espirito alternativo da narrativa. O argumento, para mim, é o de que melhor tem o filme porque as performances são aborrecidas e pouco convincentes e ao Fincher já vi fazer melhor!


De Poesia a 1 de Março de 2011 às 01:04
Um "Oscar" acaba de ser atribuído a este blog pela academia Sapo. Parabéns!


De Miguel Lourenço Pereira a 1 de Março de 2011 às 08:15
Obrigado Poesia,

Certamente, como a maioria dos Óscares, não é merecido, haverá sempre lá fora alguém muito melhor ;-)


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds