Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

Mas afinal quem são estes "indies"?

Cinema Independente. Definição. Hipótese 1. Cinema realizado fora do grande circuito comercial de produção e distribuição marcado pelos grandes estúdios. Filmes com baixo orçamento sem nomes conhecidos do grande público.

Cinema Independente. Definição. Hipótese 2. Cinema que defende uma estética e ideias fora das habituais propostas dos grandes estúdios, mais preocupadas pela dimensão do entretenimento.

 

A lógica impera. É imposible associar este “cinema independente” que nos querem vender com o selo de qualidade de Sundance a qualquer uma destas hipotéticas definições. Nem são filmes marcados por novas propostas e há muito que deixaram de ser filmes de baixo orçamento e nomes desconhecidos. A definição de cinema independente é multipla e poderá provocar várias interpretações. Mas hoje em dia quando se fala do cinema indie, fala-se da produção que o festival de Sundance tem apresentado, ano após ano, anunciando que acaba de encontrar a “next big thing” do meio. E quase nunca é assim.

 

Mas a imprensa vende a ideia, o publico compra-a e os filmes vendem. Só que, em nenhum momento, passam por ser verdadeiramente herdeiros dos independentes, os primeiros autores dos anos 10 e 20 que se rejeitaram a submeter ás ordens das grandes companhías de então (ainda não havia as majors). Com o aparecimento destas e a estruturação definitiva do studio system, a definição independente alargou-se a tudo o que estava à margen. Mas os verdadeiros indies dessa era filmavam com os poucos tostões que tinham no bolso. Eram os Cassevettes e acólitos, que não só apresentavam produções de outra dimensão (inferior até dos próprios estúdios de série B) mas que também ofereciam outra linguagem cinematográfica. Hoje em dia confude-se sistemáticamente a ideia de cinema independente com a de cinema alternativo.

 

E se o Festival de Sundance foi importante, nos anos 80 (até meados dos 90, concedemos) na divulgação desses alienigenas como são Lynch, Cronenberg, Burton ou Jarmush ou recuperando cineastas consagrados que procuravam dar uma nova dimensão à sua filmografia (Altman), hoje em dia esses cineastas continuam à margen. E os nomes que vão chegando e partindo não trazem nada de novo ao que se pode encontrar nos grandes estúdios. Mais, Sundance tornou-se num gigantesco leilão onde productoras pequenas apresentam os filmes à espera de saber qual é o maior cheque que estão os tubarões de Hollywood dispostos a pagar. Já não importa nada a não ser garantir uma forte distribuição e, quem sabe, uma campanha de marketing hábil que os posicione na linha daquela vaga que a própria Academia de Hollywood parece ter guardada, ano após ano, para este tipo de filmes.

 

Sofia Coppolla, Wes Anderson, Alexander Payne e todos os demais, que irromperam no virar do século para trazer um novo glamour à cena “indie”, não são mais do que cineastas que ambicionam dar o salto (como fizeram os seus antepassados Coppolla, Scorsese, Cimino) para os grandes estúdios. E nunca manter-se à margem, que era a primeira ideia de Robert Redford ao juntar uns quantos cineastas em Park City, Utah.

 

Se ao longo das suas duas primeiras décadas de vida Sundance foi fundamental em apresentar ao mundo jovens autores que logo se consagraram com visões originais e estilos tão distintos que vão da obra dos irmãos Coen aos filmes de Quentin Tarantino, passando pela filmografia de então desconhecidos como Steven Soderbergh, a verdade é que, desde há muitos anos, que o Festival estagnou e começa a ver o precipicio bem mais perto do que muitos imaginam. A ideia alternativa e ecologica que Redford tenta imprimir nos seus discursos de abertura desvanece-se com as festas a la Hollywood, a presenta de filmes supostamente “indies”  repleta de estrelas e todos os productores dos grandes estúdios preparados para, à primeira projecção, arrecador o pouco espólio de originalidade que possa aparecer. Pelo meio vai passando um ou outro filme interessante, é certo. Mas o espirito de Sundance hoje já não existe, e a continuar por este caminho, o festival corre o risco de perder o interesse que suscita e tornar-se apenas em mais um festival de cinema, sem no entanto conseguir o glamour dos certamen europeus, que apesar dos compromissos comerciais que vão cedendo, continuam a apostar mais pela originalidade.

 

Sundance já foi o centro da ingenuidade cinematográfica norte-americana, o centro da esperanza num cinema diferente fora do mundo das comédias, dos filmes de acção, dos remakes e das sequelas. Hoje é apenas mais um baluarte do estagnado cinema norte-americano, incapaz de proyectar ideias, estilos e nomes para uma glória futura. Agora que começa mais uma edição será curioso ver o desfile de vedetas, o vazio de propostas e a exaltação habitual da imprensa. Mas de cinema independente, estes “indies” não têm nada.

 

Miguel Lourenço Pereira

Categorias:

Autor Miguel Lourenço Pereira às 15:08
Link do texto | Comentar | favorito

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

.Fundamental.

EnfoKada

.Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Ultimas Reviews

Midnight in Paris -
The Ides of March -
A Dangerous Method -
Tinker Taylor Soldier Spy -
Drive -

.Classificação

Excelente-
Muito Bom-
Bom -
Aceitável-
Evitar-

.Pesquisa

 

.Ultimas Actualizações

. Por uma definição justa d...

. Oscarwatch - Melhor Filme...

. Oscarwatch - Melhor Argum...

. Oscarwatch - Melhor Actor...

. Oscarwatch - Melhor Actri...

.Do Autor

Em Jogo

.Categorias

. biografias

. cinema

. corpos...

. estreias

. festivais

. historia opinião

. mitos

. noticias

. obituario

. opinião

. oscares

. oscarwatch 2008

. oscarwatch 2009

. oscarwatch 2010

. oscarwatch 2011

. premios

. reviews

. rostos

. that´s the movies

. trailers

. todas as tags

.Blogs

35mm
7CineArt
A Gente Não Vê
A Última Sessão
Action Screen
Alternative Prision
Ante-Cinema
Antestreia
A Última Sessão
Avesso dos Ponteiros
Bela Lugosi is Dead
Blockbusters
Cantinho das Artes
Cine31
CineBlog
CineLover
CinemeuBlog
CineObservador
CineRoad
CineLotado
Cinema is My Life
Cinema Notebook
Cinema´s Challenge
Cinema Xunga
Cinematograficamente Falando
CinePT
Close Up
Cria o teu Avatar
Depois do Cinema
Dial P for Popcorn
Ecos Imprevistos
Estúpido Maestro
Febre 7 Arte
Final Cut
Grandes Planos
Gonn1000
Grand Temple
High Fidelity
In a Lonely Place
Jerry Hall Father
Keyser Soze´s Place
Maus da Fita
Movie Wagon
Mullolhand CineLog
My One Thousand Movies
My SenSeS
Noite Ameriana
Ordet
O Homem que Sabia Demasiado
O Sétimo Continente
Os Filmes da Gema
Pixel Hunt
Pocket Cinema
Portal do Cinema
Royale With Cheese
Split Screen
The Extraordinary Life of Steed
Um dia Fui ao Cinema
Voice Cinema



.Sites

c7nema
CineCartaz
Cine Estação
Cinema2000
Cinema-PT Gate
DVD Mania
DvD.pt
Em Cena
Lotação Esgotada
Cine História
Cinemateca Lisboa
Eu sou Cinéfilo
Portal Cinema

American Film Institute
British Film Institute
Cahiers du Cinema
Cinémathèque Francaise
Directors Guild of America
Internet Movie Database
Motion Picture Association
Screen Actors Guild
Screen Writers Guild
Sight and Sound
Telerama

Box Office Mojo
Coming Soon
Dark Horizons
Hollywood Reporter
JoBlo
Latino Review
Movie Poster

Premiere
Rope of Silicone
Rotten Tomatoes
Slash Film

Sun Times Chicago

Variety

.Premios e Festivais

Cesares
European Film Awards

Golden Globes
Goya

Oscares

Animation Film Fest
European Film Festival
Festival de Berlim
Festival de Cannes
Festival de S. Sebastian
Festival de Sundance
Festival de Veneza
Roma Film Festival
São Paulo Film Fest
Sitges Film Festival
Toronto Film Festival

Algarve Film Festival
Ao Norte!
Avanca
Black and White
Caminhos
Cinamina
Corta!
Curtas Vila do Conde
DOCLisboa
Fantasporto
FamaFest

Festroia

FIKE
Funchal Film Fest
Imago
Indie Lisboa
Ovar Video

.Oscarwatchers

And the Winner is...
Awards Daily
In Contention
Golden Derby
MCN Weeks
The Envelop
The Carpetbagger
Thompson on Hollywood

.Arquivos

. Janeiro 2013

. Fevereiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

.subscrever feeds